Artigos
Contos
Estudos e comentários
Opiniões
Pesquisa
Poemas
HOME

 

ESPAÇO dos AMIGOS

Cunha de Leiradella

ALEXANDRA DUMAS

ARRIETE VILELA

CRISTINA ANTUNES

Veja mais CUNHA DE LEIRADELLA

ELISA NAZARIAN

INGRID BUENO PERUCHI

JOSÉ-AUGUSTO DE CARVALHO

JOSÉ CARLOS SANT'ANNA

MARIA ESTELA GUEDES

MARIA LÚCIA VICTOR

POLÍBIO ALVES

REGINA ANTUNES MEYERFELD

ROBERTO DE OLIVEIRA BRANDÃO

lucas de leiradella, meu neto,

 

Casa das Leiras: portão nobre e alameda

quando tu nasceste,eu estava a dez mil quilômetros de distância, nas quebradas da serra do gerês. mas, por isso mesmo, quero dizer-te algumas palavras. não sei se, quando as puderes ler, ainda estarei vivo. se estiver, espero que mas leias de volta. se não estiver, espero ouvir-te lê-las aos teus pais. e lícia, tua avó.

tu nasceste sob o signo de touro, dizem os astrólogos. sob a proteção do arcanjo anael, do anjo veuahiah e dos santos josé operário, peregrino laziosi, grata e filipe, apóstolo, dizem os cristãos. que te posso dizer eu? apenas que nasceste numa das datas mais importantes da humanidade: o dia universal do trabalho.

 

tu descendes dos fundadores do reino de portugal, e deves orgulhar-te disso. mas deves orgulhar-te muito mais por seres o terceiro do teu nome: leiradella. o primeiro, apenas por uma questão de assinar as suas obras literárias, fui eu, e assinei-as como cunha de leiradella; o segundo, já por uma questão de perpetuar o nome das terras que me tinham visto nascer, foi teu pai, batizado andré de leiradella; o terceiro, tu, batizado lucas de leiradella para que este nome permaneça.

não sei, ninguém sabe, o que o futuro te reserva. mas sei que tu o construirás de acordo com os ensinamentos que te fizerem. e muitos te serão feitos. mas um eu gostaria que o tivesses sempre na tua mente durante todos os segundos da tua vida: a única coisa que valor que tu possuis é a tua liberdade. ninguém te pode destruir, podem até te matar, mas ninguém te pode destruir. não se destrói um homem livre. mas tu mesmo te destruirás se abjurares a tua liberdade. todo o homem tem o direito de ter razão. mas, para isso, necessário se torna que tu faças apenas, e sempre, aquilo que seja certo.

 

Casa das Leiras: calçada medieval

 

Casa das Leiras: vista aérea

 

não te esqueças, meu neto, presidente da república ou gari da prefeitura, um homem nunca é nada ele sozinho. nem livre, nem verdadeiro.

casa das leiras, brunhais, póvoa de lanhoso, portugal, 1º de maio de 2004

teu avô, cunha de leiradella

 

Fotos: Cunha de Leiradella

Casa das Leiras (Portugal)

Midi: Maio (Zeca Afonso)

Leia sobre Os espelhos de Lacan
Leia sobre Apenas questão de gosto

Texto: Arquivo da família Leiradella

© Copyright by Cunha de Leiradella, 2004

VISITE: http://www.triplov.com/leiradella

No curso de um breve movimento cultural em defesa do sítio histórico rua Gabriel Malagrida - conhecido como Beco da Faculdade - (João Pessoa - PB - Brasil), dois participantes e amigos mandaram-me textos sobre o Padre Gabriel Malagrida, cuja atuação, no Brasil, foi de grande importância - Elizabeth Hazin - Evandro da Nóbrega
Artigos
Contos
Estudos e comentários
Opiniões
Pesquisa
Poemas
HOME